Riqueza sem fim, pedaço de mim.

terça-feira, 6 de setembro de 2011


Sucesso com as papinhas e frutas

Filha, você está surpreendendo a mamãe, está aceitando muito bem as papinhas e frutas. Seus preferidos são mandioquinha e chuchu, já experimentou: batata, cenoura, chuchu,  mandioquinha, couve bem amassadinha com a papinha e até da beterraba você gostou! rs A carne e frango mamãe achou melhor começar depois do 7 meses. Começamos com as frutas e você super gostou, já comeu mamão seu preferido até agora, laranja lima, banana, maça você não curtiu muito .. rss 


Estamos indo devagar apresentando aos poucos, uma coisa de cada vez pra ver se você não tem reação, e também vai experimentando o gosto de cada fruta e legume, assim fica mais fácil saber do que você gosta minha comilona linda.  
  


Continua mamando em livre demanda nos outros horários. Peito antes e depois de cada papinha. E assim seguimos, quando chegar aos 7 meses e falta muito pouco vamos começar com duas refeições ao dia. O que não vai ser dificil ja que realmente tenho uma "Magali"rs..









Sobre a preparação dos alimentos:




No início da alimentação complementar, os alimentos oferecidos à criança devem ser preparados especialmente para ela. Os alimentos devem ser bem cozidos. Nesse cozimento deve sobrar pouca água na panela, ou seja, os alimentos devem ser cozidos apenas em água suficiente para amacia-los. Ao colocar os alimentos no prato, amasse-os bem com o garfo e a consistência deverá ter o aspecto pastoso (papa/purê), não havendo necessidade de liquidificador. O liquidificador deixa o alimento mais ralo e com as fibras “quebradas”. Quando estão inteiras, as fibras ajudam a movimentar os intestinos da criança. O problema das peneiras é a dificuldade de limpá-las, por isso, podem contaminar o alimento e causar diarréia no bebê. A importância de se oferecer papinhas amassadas, nunca batidas no liquidificador, e de logo depois passar para alimentos semi-sólidos e sólidos em pedaços, não deriva somente do objetivo de se criar um bom hábito alimentar, visando acostumar a criança a se alimentar de forma consciente, visualizando os alimentos e distinguindo seus sabores.
Trata-se, também, da necessidade de se exercitar os músculos maxilares para assim prepará-los para suas demais funções, tais como a fala e deglutição. Através da mastigação serão desenvolvidos movimentos de língua, lábios e mandíbula importantes na preparação da musculatura da boca para a articulação.


*6 A 7 Meses: CONSISTÊNCIA PASTOSA;


*8 A 9 Meses: CONSISTÊNCIA SEMI-PASTOSA;


*10 A 12 Meses: CONSISTÊNCIA QUASE NORMAL;


*12 A 24 Meses: CONSISTÊNCIA SEMELHANTE À DA ALIMENTAÇÃO DA FAMÍLIA.

2

2 comentários:

Minha Filha Minha Vida disse...

qui gostozura com a boquinha toda lambuzada !!!!

linda !!!

BEIJOS

Carol Damasceno disse...

Vim retribuir a visitinha. Fofucha a Sayuri...
Minha Laura também não rejeita nada de comida. Como de tudo... Você pode dar frango e carne sim, foi o que o pediatra da minha pequena me instruiu.
Beijinhos
Carol

Postar um comentário

Obrigada por participar do meu mundinho. Volte Sempre.

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t