Riqueza sem fim, pedaço de mim.

segunda-feira, 19 de março de 2012


Desabafo + Escolhas da vida.

Sempre evitei entrar em assuntos pessoais aqui, por precaução e também por ser uma recordação que estou deixando para minha filha. Mas as vezes eu sinto necessidade de dizer e compartilhar ver outras opniões e maneiras diferentes de enxergar a mesma situação, penso que talvez seja um jeito de avaliar de maneira mais ampla porque quem ta de fora sempre enxergar melhor, embora não saiba realmente o que se passa ... Não sei, estou confusa até para escrever ._.
O que realmente imcomoda e muitos palpites de quem pensa que sabe mais da minha filha do que eu, não é porque sou mãe de primeira viagem que não sei como cuidar da MINHA filha, eu no começo ficava quieta nem me defendia mas agora eu não consigo mais. Não que eu não saiba receber criticas ou aceitar ajuda, eu sei como balancear e aceito todas as dicas que considero razoável, mas quando tentam impor algo a você querendo tirar seu direito de mãe de escolher, acertar e errar é dificil, é muito dificil aceitar isso e ficar calada, não fico mesmo! E nem devo, afinal que tipo de mãe eu seria permitindo que outras pessoas diga como devo agir na criação da minha filha ?! E por isso ganho fama de chata e outras coisas que eu prefiro nem saber! É dose, viu?! PRONTODESABAFEI!
Sobre as escolhas da vida, escolhas que a Sayuri irá fazer ... penso que cabe a mim como mãe incentivá-la e apoia-la da melhor forma possivel conduzindo sempre para o bom caminho. Mas não sou eu quem vai fazer suas escolhas, é tão dificil falar sobre isso, ontem eu e o namorido estavamos conversando sobre isso ele é cantor de karaoke comum na cultura japonesa, não é como o que conhecemos por aqui eles tem concurso e tudo o papai da Sayuri sempre cantou desde criança ganhou vários trofeus quase sempre em primeiro lugar. Ele gosta disso, eu respeito e muito apesar de não curtir muito não! Preciso ser sincera! Meu medo foi o que disse pra ele ontem de depositarem na Sayuri a expectativa de ela ser igual ao papai, de cantar e estar sempre em primeiro lugar como o pai. Tudo bem se ela gostar e quiser, JURO não vou tentar impedir nem nada e nem tenho esse direito se ela gostar e quiser não vou ser eu a 'chata'. Uma vez quando a Sayuri era petitica tinha 2 meses de vida uma das senhoras que acompanhou o papai da Sayuri desde pequeno, parou e disse: -Que linda, tem que ser igual ao papai e cantar não PODE ser igual sua mãe, viu?! Eu tive que me segurar pra não ser mal educada, mas foi horrivel ouvir isso, não por mim, mas pela minha filha! Desde aquele dia que venho pensando nisso, eu sei que ela é so um bebê ainda mas não tem como não me preocupar com isso, as vezes pode parecer neura da minha cabeça ciúmes ou sei la o que podem pensar de mim. 
Mas eu prometo, filha qualquer que seja sua escolha mamãe vai estar aqui para te apoiar! Eu so quero que você seja feliz sendo você mesma.
ps: Papai da Sayuri não é nada contra você, tudo bem?!


Deixo aqui um poema de Kahlil Gibran que traduz melhor o que estou querendo dizer.




"Teus filhos não são teus filhos
são filhos e filhas da vida
anelando por si própria
Vêm através de ti, não de ti,
e, embora estejam contigo,
a ti não pertencem
Podes dar-lhes teu amor,
mas não teus pensamentos, pois que
eles têm seus pensamentos próprios
Podes abrigar seus corpos,
mas não suas almas, pois que
suas almas residem na casa do amanhã,
que não podes visitar
sequer em sonhos
Podes esforçar-te por te parecer com eles,
mas não procures fazê-los
semelhantes a ti,
pois a vida não recua,
e não se retarda no ontem
Tu és o arco do qual teus filhos
como flechas vivas,
são disparadas
Que a tua inclinação, na mão do arqueiro,
seja para a ALEGRIA"

-






9

9 comentários:

Diário da mãe e da filha disse...

Amiga concordo com você, cada mãe sabe o que é melhor para seu filho. Sendo mãe de primeira, segunda, terça ou até quarta viagem.

Um horror o que essa moça disse! A Sayuri vai se espelhar em quem ela quiser, ou na mãe ou no pai.
Horrível e engolir seco não é nada fácil.

Lindo poema!

Beijos
Lilia

Carol Liôa disse...

pq as pessoas se axam no direito d serem tão malvadas heim?
essa d cantar no karaoke eu conhecia e axo bacanerrimo, axo q por vc ñ gostar fica "meio assim", mas amiga, relaxa, ela q vai escolher, a vida nos leva para o caminho, e olha, se as pessoas cobrarem tanto isso dela, é certeza ela ñ querer rsrsrsrs bjsss

Futura mãmã disse...

E verdade as pessoas tem sempre algo a dizer aff
bj

Kariny disse...

Oii flor, já tinha passado aqui no seu blog, mas depois acabei te perdendo de vista! Essas situaçoes que você relatou no post são comuns, as pessoas acham que tem direito de julgar/comprar/criticar! Na minha opinião,nós (mamães e papais) é que sabemos o que é melhor para nossos filhos, e cabe a nós educá-los nos primeiros anos para que depois eles mesmos encontrem seu próprio caminho! Beijos!

Julia Usui disse...

Olá Magali, lhe conheci pelo blog da Lilia, sua Sayuri é muito gostosa! Dá vontade de apertar essas pernocas...kkkk Tbm sou casada com japonês de Sampa, mas moramos em Manaus.

Com relação ao seu post eu tbm concordo, nós mães temos o dever de mostrar o norte aos nossos filhos porém respeitando suas escolhas, seu posicionamento está correto é assim que tem que ser.

Bjs, estarei sempre vindo por aqui!

Ju

Ivna Pinna disse...

Oi Magali tô aqui retribuindo a visita e conhecendo o blog! Muito lindo!
Infelizmente, as vezes a gente escuta palavras que acabam nos magoando né?! Tbm já ouvi muita coisa, e as vezes, eu confesso, acabo não segurando a língua e falando que não gostei!
As vezes algum pitaco é legal, mas quando não entra demais na nossa intimidade né?!

Vou seguir vcs e voltar aqui sempre!

Beijos

Kariny disse...

Oi flor, obrigada pelo carinho lá no blog! Realmente o tempo passa rápido, a gente é que tem que se preparar pra "separação" das pequenas, pois elas são ligeiras pra se adaptar! Beijos e um final de semana abençoado!

Aryana Martins disse...

Magali, você está certíssima, é horrível cobrar de um bebê que ele seja isso ou aquilo e não deixá-lo escolher o caminho que quer seguir. Ainda bem que a Sayuri tem você, que é mãe dela e poderá orientá-la melhor do que ninguém e até mesmo protegê-la de certas opiniões. A sua missão é difícil, mas tenho certeza que com paciência e determinação você vai conseguir. Beijos.

V@léria S@ndry mamãe de Gustavo e Gabriela disse...

Oi amiga, sou nova por aqui e gostaria que vc visitasse o meu blog.
www.gustavoegaby.blogspot.com. estou te seguindo.
Bjinhos

Postar um comentário

Obrigada por participar do meu mundinho. Volte Sempre.

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t